HÉRNIAS DA PAREDE ABDOMINAL - POR QUE OCORREM?

As hérnias são falhas na parede abdominal, através das quais ocorre a protrusão de conteúdos do abdome. Elas se manifestam como abaulamentos ou saliências que pioram ao esforço físico e podem ocasionar dor local. As hérnias podem ser congênitas (presentes já no nascimento) ou adquiridas, sendo mais comuns nos adultos.



Os fatores de risco que contribuem para o surgimento de hérnias na vida adulta envolvem situações de aumento da pressão intra-abdominal ou enfraquecimento da parede.

São eles:

  • Tabagismo

  • Obesidade

  • Atividades repetitivas que envolvem excesso de peso (trabalho ou musculação)

  • Gestação

  • Constipação intestinal

  • Aumento da próstata

  • Hereditariedade / fator genético

Classificamos as hérnias de acordo com a sua localização:

  • Hérnia umbilical

Ocorre na cicatriz umbilical e é predominantemente congênita, sendo o principal tipo de hérnia em crianças. A boa notícia é que nas crianças pode ocorrer o fechamento espontâneo do anel herniário até os 2 anos de idade, sem necessidade de procedimentos cirúrgicos. Já nos adultos, somente a abordagem cirúrgica é capaz de corrigir o problema.


  • Hérnia epigástrica

Ocorre na linha média, no abdome superior (acima do umbigo). Normalmente se manifesta como pequenos abaulamentos contendo segmentos de gordura.


  • Hérnia inguinal

É a hérnia que ocorre na região da virilha, sendo o tipo mais comum. É mais frequente em homens, mas possui maior risco de complicação nas mulheres. Sua correção é sempre cirúrgica e normalmente exige a colocação de tela para menor risco de recidiva.


  • Hérnia Incisional

É o nome dado às hérnias que surgem em cicatrizes de cirurgias prévias. O local de acesso e fechamento de uma cirurgia se torna uma área de fragilidade, favorecendo o surgimento de hérnia. Esta é uma das razões pela qual os cirurgiões recomendam repouso no pós operatório! A realização de esforço físico antes do período recomendado pelo cirurgião aumenta as chances de surgimento da hérnia incisional, uma vez que a cicatrização da parede abdominal ainda não estava completa.


Na suspeita de hérnia, não deixe de consultar um cirurgião!


DRA JULIANA MATSUGUMA

CRM 162.513

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo